Blog Alex Ferraz Comenta Jornalismo Crítico

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Não funciona

Intervenção no Rio é ato político para recuperar Temer 

A intervenção federal na Segurança Pública do Rio pode ser um tiro pela culatra. Não vai se resolver um gigantesco problema cultivado com impunidade e desastre social durante décadas em 10 meses de intervenção.
A lei penal brasileira é uma mãe e assim mantida porque os legisladores são na sua maioria também bandidos.
Os gravíssimos problemas sociais solenemente ignorados por uma burguesia estúpida e mais retrógrada do que seria "aceitável" permanecem intocados.
Os bandidos) mais uma vez alertados com antecedência, já começaram a esconder sua artilharia e a mudar estratégias.
O governo Temer está cada vez mais acuado por denúncias e desastres políticos gerados pelo cinismo despótico de seu comportamento e precisa desesperadamente tentar salvar sua imagem.
As forças militares brasileiras não conseguem sequer fiscalizar nossas fronteiras.
E, finalmente, convém lembrar que o entorno de Brasília, sede do governo interventor, tem altíssimos índices de violência gerada pelo crime organizado.
Nem de longe estou a defender os suspeitissimos elementos que governam a cidade do Rio e o estado fluminense. Para mim, já deveriam estar fazendo companhia a Cabral.
Mas, para fechar de vez: imaginem Temer e seus parceiros combatendo...O CRIME! Tragicômico.

Respeito às mulheres

Música premiada trata o "sexo frágil" com o deboche de sempre 
A esquizofrenia que toma cada vez mais conta da mídia e de toda a sociedade brasileiras refletiu-se não somente no Carnaval do Rio, regado a assaltos e arrastões em toda a cidade.
Em Salvador, uma das músicas premiadas na festa, que este ano teria sido marcada pelo "respeito às mulheres", conforme as principais emissoras de TV, tem a seguinte letra:
"Tá de shortinho
Bem coladinho
Tá bem safado
Descaradinho
Tá de shortinho
Bem coladinho
Tá bem safado
Descaradinho
É, mas elas gostam de causar
Com seu shortinho
Muitos acham até vulgar
O seu perfil
Elas gostam
Elas gostam
Tô nem aí
Tô afim de olhar

A polpa da bunda
Olha a polpa da bunda
(Polpa da bunda
Olha a polpa da bunda)
A polpa da bunda
Olha a polpa da bunda
(Polpa da bunda
Olha a polpa da bunda)
A polpa da bunda
Olha a polpa da bunda
(Polpa da bunda
Olha a polpa da bunda)
A polpa da bunda
Olha a polpa da bunda
(Polpa da bunda
Olha a polpa da bunda)
Desse jeito vem metendo a marra
Vai descendo vai na sua cara
Eu não ligo pra mim é normal
De shortinho a pegada é mortal
Vem devagar, vem devagar
Vem com calma nêga vem devagar
Vem devagar, vem devagar
Vem com calma nêga vem devagar
Eu não tô nem aí
Tô afim de olhar, olhar polpa da bunda
A polpa da bunda
Olha a polpa da bunda
(Polpa da bunda
Olha a polpa da bunda)"
Sem mais comentários. Kkkk.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Reação contra cadeia

Parte da mídia embarca 
na campanha contra Justiça
Charge Duke. Google Imagens
 


Não é novidade que o Judiciário tem grandes privilégios. Não faz muito tempo que vimos aquele caso de um juiz de Goiás que recebeu cerca de 500 mil reais em um mês.
Caso excepcional, sem dúvida.
Porém, a atual e nitidamente ORQUESTRADA campanha tentando desmoralizar juízes, em alguns casos pontualmente, e o próprio STF nada mais é do que uma reação dos bandidos que tomaram conta do Estado brasileiro, há décadas, e não admitem que seja feita a Justiça no combate à corrupção.
O espantoso (será mesmo espantoso?) é que até jornais do porte e pose do Estadão tenham mergulhado de cara nesse esquema.
Senhores: se o Judiciário tem suas mazelas, pior sem ele. Ou seremos eternamente condenados a pagar impostos, morrer em filas de hospitais ou de bala perdida para sustentar a imensa máfia que tomou conta do país?

Sinceramente, prefiro defender o auxílio-moradia do que ter que aceitar o assalto e as caras eternamente cínicas de gente como Temer,  Sarney, Jucá, Marun, Aecio, Lula, Meireles, Moreira Franco, Renan, Collor (de novo?!), ou defensores da tortura como Bolsonaro. Longa vida ao Judiciário!





Assalto na comida

Preços da alimentação estão surreais no Salvador Shopping 

Desta vez o assalto está sendo praticado pelos donos das lojas.
No Salvador Shopping, a boçalidade de posar de chique em meio a favelas tem levado os proprietários de restaurantes ditos de luxo a cobrar preços surreais. 
Uma simples macarronada, servida numa só porção, pode custar 50 reais ou mais. Quando se sabe que um pacote de macarrão, que pode fazer até três porções, não passa de quatro reais. 
Há locais onde o quilo da comida beira 100 reais e um corpinho minúsculo de suco de laranja sai por oito reais.
Nem parece que vivemos em uma das mais pobres capitais deste favelado país.

Cinismo extremo

No Rio, o deboche dos governantes chega ao ápice 

Arrastões marcaram o esquizofrênico Carnaval do Rio.
As mentiras e o teatro usados em larga escala pelo ex-governador Sérgio Cabral, hoje presidiário, parecem não ter provocado qualquer reflexão no atual governador, Pezao, e muito menos no prefeito carioca, pastor Crivella.

Diante do espetáculo esquizofrênico que marcou o Carnaval do Rio, com arrastões e turistas espancados jurando nunca mais voltar ao Brasil, o governador Pezao resolveu fugir de suas responsabilidades e curtir o longo feriado no interior.  Este mesmo governador que, de forma absolutamente cínica,  culpou a imprensa, dias antes do Carnaval, pelos absurdos índices de violência no estado. Disse que a mídia "divulga demais."

Já o prefeito pastor deu entrevista na Alemanha, onde foi passar o Carnaval, afirmando que viajara até lá para "buscar novas tecnologias" para o combate à violência. Convenhamos que o cinismo e deboche desses indivíduos zomba da inteligência da sociedade. Argh!



terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Bem Bahia

Net e Claro marcam presença na festa de Licia Fábio 


 As operadoras Net e Claro marcaram presença na Casa Bem Bahia, da promoteur Licia Fabio

A Net e a Claro optaram por potencializar suas marcas e ações de relacionamento nos espaços indoor da folia baiana: os camarotes.

Na abertura da Casa Bem Bahia, da promoteur Lucia Fabio, sexta-feira, 09/02, na Bahia Marina, as operadoras além de divulgarem suas marcas em todos os ambientes da Casa, garantiram a conexão dos convidados, com ultravelocidade e qualidade.
A Net, com a internet lider de mercado, o NET VIRTUA e a Claro, com a inovadora rede 4.5G, que oferece 10 vezes mais velocidade do que o convencional 4G.

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Impunidade escandalosa

Romero Jucá escapa mais uma vez e reforça a pizza 


Romero Jucá, presidente do MDB, nunca tentou disfarçar sua arrogância enviada de discursos típicos do coronelismo nortista.
Mas, pelo visto, tem muito cacife para agir assim: acaba de escapar de mais um processo. O ministro Marco Aurélio Mello, do STF, mandou arquivar processo no qual Jucá era acusado de tráfico de influência, ganhando fortunas com isso.
Pelo visto, ninguém tem coragem de mexer com esse indivíduo, assim como são intocáveis também Sarney, Renan, Temer e outros comparsas.

Amoralidade acintosa

Cristiane Brasil Vergonha e Temer capcioso 

Enquanto o buldogue Carlos Marun segue rosnando em defesa da nomeação de Cristiane Cara do Brasil para o Ministério do Trabalho, Temer manda recado insinuando que o desgaste desse patético, ridículo episódio é do PTB.
Nada disso. O desgaste é da imagem do Brasil, que ora vive sob um dos mais cínicos governos que já ocuparam o Planalto.

Fim da Lava Jato

Fritar o Judiciário é o golpe de misericórdia na operação 

Não tenham dúvida. Protegidos pela histeria non sense que obtura as mentes do povo nesses tempos momescos, os inimigos do combate à corrupção têm partido para um implacável ataque ao Judiciário, com explícita campanha assumida por jornais como Folha e Estadão. 
Longe de mim negar que há vantagens absurdas nos salários de juízes. Mas a forma com que isso vem sendo explorado tem deixado muito felizes aqueles que assaltam o Brasil e estariam na mira da Justiça.
Eles venceram. De novo.

Liderança de mercado


Ford segue apostando forte no modelo Ka

Ford Ka foi um dos destaques de vendas de janeiro e iniciou 2018 na vice-liderança do mercado, consolidando a posição conquistada no último trimestre do ano passado. O hatch da Ford somou 7.509 emplacamentos e garantiu 11,4% de participação dentro do segmento mais disputado da indústria.

“A combinação de atributos como design, espaço interno, conectividade e o motor 1.0 aspirado mais potente do mercado, sem abrir mão da economia, tem impulsionado o sucesso do Ka. Além de oferecer uma equação atraente de conteúdo e preço, ele figura entre os produtos de melhor qualidade percebida da indústria”, diz Fernando Pfeiffer, gerente de Produto da Ford.

Fim da Lava Jato

Fritar o Judiciário é o golpe de misericórdia na operação 

Não tenham dúvida. Protegidos pela histeria non sense que obtura as mentes do povo nesses tempos momescos, os inimigos do combate à corrupção têm partido para um implacável ataque ao Judiciário, com explícita campanha assumida por jornais como Folha e Estadão. 
Longe de mim negar que há vantagens absurdas nos salários de juízes. Mas a forma com que isso vem sendo explorado tem deixado muito felizes aqueles que assaltam o Brasil e estariam na mira da Justiça.
Eles venceram. De novo.

domingo, 4 de fevereiro de 2018

Logo quem!

Gilmar Mendes preocupado com imagem do Judiciário 

O ministro Gilmar Mendes declara que o auxílio-moradia "compromete a imagem do Judiciário".
Certamente. Mas, e ele próprio?

Puro teatro!

"Reação" ao crime no Ceará é afronta ao bom senso

Assim como fez o governo federal no início do ano passado, quando as cadeias do Norte explodiram em conflitos que mataram mais de cem, as autoridades do Ceará, estado onde até o último dia 2 já haviam sido assassinadas 496 pessoas (falamos só de 2018), fizeram o tetro de praxe.
Anunciaram instalação de câmeras e mais dois ou três penduricalhos disfarçados de "severas" medidas.
Pura falácia. Sabem todos muito bem que o buraco é muitíssimo mais embaixo. A criminalidade organizada literalmente controla o Brasil, com ramificações em praticamente todas as esferas de poderes. Daí, provavelmente, o absoluto desinteresse em se adotar uma ação realmente eficaz. 
Quando se fala em legalização de drogas, por exemplo, a imensa camada tacanha da sociedade reage feroz e estupidamente. O mesmo acontece em relação à classe dominante quando o assunto é melhorar substancialmente as condições sociais.
Então, tome-lhe miséria, desemprego lá,  vida desgraçada para a maioria da população. E que morram 60 mil por ano em função do tráfico.
Mas essa elite econômica e política, salvo aqueles que fogem para viver em países de verdade, já está começando a pagar o preço da imensa vergonha nacional. Por exemplo, tem que viver trancada em casa e amargar prejuízos imensos como ocorre agora no Rio, com a queda do turismo.